TINTOS

DOWNLOAD PDF

H.O. – Reserva 2016 Tinto

Castas:  Só as melhores castas tradicionais durienses de vinhas velhas 
 
Região: Cumieira, Baixo Corgo, Quintas Vale de Maria e Fojo  Denominação de Origem Controlada DOURO 
 
Densidade de plantação: 6.000 pés por ha 
 
Tecnologia de vinificação: Uvas colhidas na 3ª semana de Setembro com uma duração de 10 dias e com uma maturação fenólica perfeita. Transporte da vinha para o moderno centro de vinificação em pequenos contentores de 20 Kg.  Fermentação feita em cubas de inox com temperatura controlada. 
 
 Apreciação Organolética 
 
Cor: Cor púrpura e bastante concentrada.  
 
Aroma: Aromas muito complexos e destintos, com a madeira muito bem equilibrada. Marcado por notas de fruta madura, o que lhe confere um tom sério, revelando também notas de especiarias discretas. 
 
Paladar: Na boca mostra-se intenso e profundo, bem equilibrado pela firme estrutura de taninos e um longo e persistente final. Excelente relação entre a madeira e o vinho, que faz prever um bom envelhecimento em garrafa. 

Teor alcoólico: 14,30 % Vol. (20ºC) Acidez total: 4,63 g/dm3 (Ácido tartárico) PH: 3,73 
 
Enólogo consultor: Eng.º João Brito e Cunha Enólogo residente: Eng.º Fernando Lázaro 
 
Estágio: 15 meses em barricas novas de carvalho francês 
 
Engarrafamento: Agosto de 2018 
 
Potencial de envelhecimento previsto: 15 anos 
 
Produção: 3.300 garrafas de 750 ml  100 garrafas de 1.500 ml 
 
Sugestões de consumo: Boa harmonia com carnes vermelhas, caça e enchidos tradicionais portugueses. 
 
Temperatura aconselhada: Beneficiará se bebido a 17º com decantação prévia. 
 
Conservação: Em local seco com temperatura constante e fresca. A garrafa deverá ser guardada na posição horizontal. 
 
Data da prova: Outubro de 2018